jump to navigation

Zezão – Vari Ações Urbanas agosto 6, 2010

Posted by Jan Balanco in Artes Visuais.
Tags: , , , , , ,
2 comments

Como não poderia deixar de ser, o primeiro post oficial do novo lar envolve a Choque Cultural. Minha galeria preferida, responsável pela formação da carreira de tantos bons novos artistas brasileiros, e provavelmente a galeria que mais forma novos públicos para a arte contemporânea brasileira, é também a que melhor retrata a cultura das ruas paulistanas em suas exposições e acervo.

Obra de Zezão em exposição na Choque Cultural

A Choque encerra no próximo dia 7 de agosto, sábado, uma excelente exposição individual de Zezão, um de seus artistas mais conhecidos. Zezão ganhou espaço em noticiários nacionais e internacionais por suas ações de graffiti em galerias de esgoto da cidade de São Paulo. Comecei a acompanhar o seu trabalho através de seu fotolog, o viciopifdst, hoje desativado. Apesar do seu brilhante trabalho de arte urbana, digno de figurar em qualquer grande bienal de artes, confesso que, até agora, o trabalho de galeria de Zezão não me agradava muito. Na minha opinião, o transporte dos flops dos muros para as telas não funcionou bem no início, a arte de Zezão parecia não se adaptar às paredes das galerias e museus. O cenário mudou na exposição agora em cartaz, intitulada Vari Ações Urbanas.

Os seus famosos flops (ou bombs, ou tags, como preferir) azuis encontraram o suporte expositivo ideal ao serem pintados sobre retalhos de madeira e objetos encontrados nas ruas, organizados pelo artista em forma de colagem. Além disso, suas pinturas psicodélicas passam a figurar em largas chapas de aço, suas fotografias estão cada vez melhores, e as experimentações com light painting impressionam.

Logicamente, essa mudança não aconteceu de repente, mas trata-se de um processo de evolução contínua em sua carreira, que eu há tempos não acompanhava. No Flickr do artista é possível fazer uma retrospectiva dos seus trabalhos mais recentes, e entender melhor os caminhos que sua obra tem tomado.

Sei que estou avisando em cima da hora, mas gostei tanto que não queria deixar de comentar, portanto quem não poder conferir ao vivo, veja o ótimo registro da exposiçao feito pelo Lost Art: http://www.lost.art.br/zezao_vari_acoes.htm

*

E no dia 14 de agosto a Choque Cultural promove a abertura de duas novas exposições individuais que também prometem excelência: T.Freak na galeria, e Yumi Takatsuka no acervo. Para quem não conhece, T.Freak, ou Titi Freak como é mais conhecido, é um dos melhores grafiteiros em atividade e um grande pintor, responsável pela produção de belas telas. Yumi é uma artista talentosíssima cujo trabalho tive a oportunidade de conferir uma única vez na exposição Japan Pop Show na Choque Cultural, em 2008, e fiquei maravilhado. Imperdível!

Anúncios

F5 março 26, 2010

Posted by Jan Balanco in Artes Visuais, Audiovisual, Música, Viagem.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
4 comments

Muito tempo sem escrever. Verão, Carnaval, muito trabalho, alguns problemas pessoais, e no meio disso tudo ainda passei um tempo sem internet em casa. Decidi produzir um post de notas para atualizar esses dias passados e retomar as publicações aqui no quaseconcreto. Devo voltar a algumas delas depois.

  • Recebi o disco de Messias, que já está disponível para venda e download no site do artista. O CD, triplo, é forte candidato a melhor disco nacional do ano. E em âmbito geral está entre o que ouvi de melhor em 2010 até agora, dividindo posição com o “Teen Dream” do Beach House.
  • Produzi no final de fevereiro pela SECULT-BA um seminário sobre economia da música. Ficamos bem satisfeitos com o resultado, montamos uma programação de apresentações muito relevantes para o setor, e quase todas inéditas na Bahia. O auditório ficou lotado de agentes dos mais diversos elos da cadeia produtiva, dos mais diversos gêneros musicais, e de vários estados brasileiros. Estamos agora adaptando o formato para um Seminário Economia do Audiovisual, a ser realizado em maio.
  • Fiz uma viagem de trabalho a Brasília, cidade que eu adoro, e fiquei hospedado num incrível apartamento no Plano Piloto, Superquadra Sul, com vista total para um jardim enorme: Lembrei da casa em que fiquei hospedado na França ano passado. Fui acompanhar a Pré Conferência Setorial de Música, para trazer de volta para Bahia um pouco do que tem sido discutido nacionalmente pela classe.
  • Tirei a sorte grande: Estreou bem na semana em que cheguei em Brasília, no CCBB-DF, a exposição “Vertigem”, d’OSGEMEOS. Falei sobre ela aqui antes, e pude visitar nas poucas horas livres que tive na cidade. Em cartaz até 16/5.
  • De Brasília precisei voar para São Paulo devido a uma urgência, e no meio de toda essa correria consegui um tempo para ficar sozinho e fui visitar a belíssima exposição de gravuras de Chagall no MASP. Um mundo de sonhos. Em cartaz até domingo 28/3.
  • Ainda passei na Ocupação Chico Science no Instituto Itaú Cultural. A exposição é muito bem concebida, e é uma boa introdução ao universo do artista. Também em cartaz até esse domingo 28/3 com uma ampla programação paralela de mostras e palestras.

Também terminei livros e HQs, assisti um monte de filmes e episódios de séries… mas isso fica para mais tarde.

Graffiti por toda a parte novembro 17, 2009

Posted by Jan Balanco in Artes Visuais.
Tags: , , , , , , , , , ,
add a comment

Acontece amanhã mais um momento histórico para o graffiti* brasileiro, com a abertura da exposição “De dentro pra fora / De fora pra dentro”, no museu mais importante do país, o MASP. Os responsáveis por mais esse grande momento da nova arte brasileira é a galeria Choque Cultural, que desde 2003 vem transformando o universo das artes no país, levando a chamada arte de rua ao reconhecimento nacional e internacional. Eu que acompanho o trabalho da Choque desde o início, seja via web ou presencialmente, não poderia deixar de noticiar esse fato. Gostaria muito de estar em SP para prestigiar mais essa conquista da Choque!

E enquanto Zezão, Titi Freak, Stephan Doitschinoff e seus colegas tomam o MASP de assalto, continua até 13 de dezembro no Museu de Arte Brasileira da FAAP a imperdível exposição “Vertigem”, dos artistas Gustavo e Otávio Pandolfo, mais conhecidos como OSGEMEOS, e na minha opinião e de muitos outros os maiores grafiteiros do mundo.

Por aqui eu me contento com o folder da exposição que ganhei de uma amiga, e acompanho as fotos no Lost Art, que fez um ótimo registro dos ambientes criados pelos Gêmeos.

 

*Deixando de lado nesse post a polêmica discussão se graffiti é o que está nas ruas apenas, e considerando arte urbana à base de spray, pra ser bem resumido. Ok?

%d blogueiros gostam disto: