jump to navigation

Lançamento CrediFácil Cultura maio 27, 2010

Posted by Jan Balanco in Artes Visuais, Audiovisual, Livros e HQs, Música.
Tags: , ,
add a comment

Hoje às 15h a Desenbahia e a SECULT realizam evento de lançamento do CrediFácil Cultura, nova linha estadual de financiamento à Cultura, desenvolvida aqui pela Diretoria de Economia da Cultura e Diretoria de Fomento à Cultura da SECULT, e Desenbahia.

Na ocasião haverá também uma mesa com 8 representantes de instituições de fomento apresentando seus programas para Cultura.

Imperdível para quem tem Pessoa Jurídica do setor cultural com sede na Bahia.

Mais informações aqui.

Anúncios

Coleção Desenbahia abril 27, 2010

Posted by Jan Balanco in Artes Visuais.
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
1 comment so far

Encerra no próximo domingo 2/5 a visitação à exposição “Revisitando o Acervo de Arte Baiana – Coleção Desenbahia”, em cartaz no Museu de Arte da Bahia – MAB, no bairro da Vitória, em Salvador. A exposição traz ao público cerca de 70 obras de 30 artistas baianos pertencentes à coleção particular da Agência de Fomento do Estado da Bahia – Desenbahia (ex-Desenbanco), que ficam em sua maioria guardadas ou expostas na sede da Desenbahia, e algumas em outros órgãos do Governo Estadual.

A brilhante coleção começou a ser formada em 1974 e  tem como recorte predominante o movimento modernista na Bahia, abrangendo formatos diversos como pintura, gravura, tapeçaria e escultura. Gosto tanto do tema que fui visitar duas vezes, mesmo já conhecendo algumas das obras de visitas à sede da Desenbahia. Mas é importante ressaltar que no museu, expostas de maneira mais adequada, estas parecem se transformar, como por exemplo a escultura Construção Espacial, de Mário Cravo, cujo local de exposição original é o saguão de entrada do edifício da Agência, onde sua beleza é sufocada. Outros destaques são a grandeza da Guerra aos Tupinambás de Carybé, as cores de Jenner Augusto, a ilusão de Jamison Pedra, a leveza de Lygia Milton, e a preciosidade de Newton Silva. Fotos de algumas obras da coleção podem ser encontradas aqui, e informações completas sobre a exposição aqui. Altamente recomendável, não percam!

Passáro de Fogo

A obra que considero o ápice da coleção Desenbahia,  infelizmente – por razões óbvias de logística – não integrou a exposição em cartaz no MAB. A escultura de grandes dimensões Pássaro de Fogo, de Emanoel Araújo, guarda a entrada do Edíficio Desenbahia, localizado no número 776 da Avenida Tancredo Neves, em Salvador, local onde funcionam também a Secretaria de Turismo e a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Por trabalhar na SECULT, tenho o privilégio de poder contemplar essa obra diariamente. E como a arte depois de exposta não tem dono, há três anos passo pela escultura desenvolvendo minhas próprias interpretações sobre a mesma.

A obra é composta por duas grandes peças de metal equilibradas uma sobre a outra por uma frágil ligação, que faz a peça superior planar com leveza (atingindo a altura de 8m em sua extremidade), ao mesmo tempo em que parece ameaçar cair a qualquer momento. Há pouquíssimo tempo descobri que a escultura tem como título Pássaro de Fogo (o que faz todo sentido), e foi esse desconhecimento que por anos me proporcionou o desenvolvimento de uma interpretação livre da obra e, creio, completamente desconexa das intenções iniciais do seu autor. Esse tênue equilíbrio entre as duas peças que compõem a escultura me faz refletir a cada nova manhã sobre a fragilidade e a inconstância das posições de poder, e consequentemente me alerta para nossas ações enquanto ocupando postos tão temporários: Seja humilde, exerça sua função com sabedoria, são alguns dos pensamentos que a obra me traz a cada nova manhã de trabalho desde 2007. Pelo privilégio de ter essas lições íntimas diárias, eu agradeço todo dia ao autor (mesmo que não intencionado) e àqueles que um dia tiveram a sensibilidade manter a sua obra em espaço público, ao alcance de todos.

O Pássaro de Fogo recebeu nova camada de tinta recentemente e seu vermelho está mais vivo ainda (a foto que ilustra esse texto foi feita por mim em 2008). Ótima oportunidade para uma visita a essa que talvez é uma das mais belas obras de arte pública de Salvador. O acesso ao edifício é livre para pedestres das 8h30 às 18h nos dias úteis.

F5 março 26, 2010

Posted by Jan Balanco in Artes Visuais, Audiovisual, Música, Viagem.
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
4 comments

Muito tempo sem escrever. Verão, Carnaval, muito trabalho, alguns problemas pessoais, e no meio disso tudo ainda passei um tempo sem internet em casa. Decidi produzir um post de notas para atualizar esses dias passados e retomar as publicações aqui no quaseconcreto. Devo voltar a algumas delas depois.

  • Recebi o disco de Messias, que já está disponível para venda e download no site do artista. O CD, triplo, é forte candidato a melhor disco nacional do ano. E em âmbito geral está entre o que ouvi de melhor em 2010 até agora, dividindo posição com o “Teen Dream” do Beach House.
  • Produzi no final de fevereiro pela SECULT-BA um seminário sobre economia da música. Ficamos bem satisfeitos com o resultado, montamos uma programação de apresentações muito relevantes para o setor, e quase todas inéditas na Bahia. O auditório ficou lotado de agentes dos mais diversos elos da cadeia produtiva, dos mais diversos gêneros musicais, e de vários estados brasileiros. Estamos agora adaptando o formato para um Seminário Economia do Audiovisual, a ser realizado em maio.
  • Fiz uma viagem de trabalho a Brasília, cidade que eu adoro, e fiquei hospedado num incrível apartamento no Plano Piloto, Superquadra Sul, com vista total para um jardim enorme: Lembrei da casa em que fiquei hospedado na França ano passado. Fui acompanhar a Pré Conferência Setorial de Música, para trazer de volta para Bahia um pouco do que tem sido discutido nacionalmente pela classe.
  • Tirei a sorte grande: Estreou bem na semana em que cheguei em Brasília, no CCBB-DF, a exposição “Vertigem”, d’OSGEMEOS. Falei sobre ela aqui antes, e pude visitar nas poucas horas livres que tive na cidade. Em cartaz até 16/5.
  • De Brasília precisei voar para São Paulo devido a uma urgência, e no meio de toda essa correria consegui um tempo para ficar sozinho e fui visitar a belíssima exposição de gravuras de Chagall no MASP. Um mundo de sonhos. Em cartaz até domingo 28/3.
  • Ainda passei na Ocupação Chico Science no Instituto Itaú Cultural. A exposição é muito bem concebida, e é uma boa introdução ao universo do artista. Também em cartaz até esse domingo 28/3 com uma ampla programação paralela de mostras e palestras.

Também terminei livros e HQs, assisti um monte de filmes e episódios de séries… mas isso fica para mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: